5 de março de 2010

Na solidão de certo dias eu me invento . . .

Apesar dos meus 37 anos, sinto-me muito cansada, olho-me no espelho, pareço ter envelhecido antes do tempo.
Doí admitir, e acho que estou admitindo isto pela primeira vez, e talvez seja por isso, que esteja doendo tanto. É duro aceitar, ás vezes a realidade, é tão amarga...
Tenho um marido, que talvez até tente, da maneira dele, me amar direito, mas não sabe suprir minhas necessidades, meus anseios. Ele parece incapacitado de transformar a nossa relação. Mas, tudo isso, não é culpa dele não, reconheço, os meus erros, as minhas falhas. Não posso culpá-lo, se carrego uma bagagem antes dele, cheia de mágoas, remorsos, erros, paixões mal-resolvidas, assim como ele tb não pode me culpar de ter tido um passado, uma vida antes dele, não posso apagar o que fui, ás vezes até gostaria de passar uma borracha em tudo, até seria mais fácil, mas sabemos que não é assim. Erro muito, em ficar remoendo erros do passado, em ás vezes, trazê-lo de volta ao presente, esses erros vagam na minha vida como fantasmas, sempre me assombrando, algo me prende a eles, não sei ao certo, porque não os deixo partir...Talvez seja peso no consciência, sei que machuquei algumas pessoas e não me perdoou por isso e nem sei se elas me perdoaram também. Há muitas cicatrizes, e não posso esquecê-las.
Queria que ele me  valorizasse  apesar de minhas renúncias e loucuras, queria que ele não me indagasse sobre tudo e nem me julgasse, é melhor  que algumas coisas permaneçam ocultas.
Aprendi muito com os meus erros, apesar de nem sempre colocar em prática o que aprendi, reconheço.Aprendi a amar menos, a ser mais cínica com a vida, foi uma pena, mas necessário. Cai muitas vezes, tropeçei, construi amigos, perdi amigos, enfrentei derrotas, venci obstáculos, nada em mim foi covardia, nem mesmo as desistências, desistir, ainda que não pareça foi meu grande gesto de coragem.
Desisti de muita coisa, abri mão de muita coisa, pra poder estar aqui hoje, e ele não faz idéia nenhuma disso . . .
Ele não faz idéia, mas ele me fez esquecer da minha vida, de meus amigos, de mim, e principalmente esquecer que eu sou uma uma pessoa que vale a pena. Que tenho sim, o meu valor, não sou nenhuma Angeline Jolie, mas dou um caldo ainda (rs)...
Acho que preciso de um homem que seja real, me que conte mentiras, me faça chorar, me deixe sem ar, me faça rir, me deixe ir, e faça o que pude pra me fazer feliz... Tenho saudade do romantismo, da malícia quase infantil, sinto saudade de mim . . .

2 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

M de Mulher!

Seus Malabarismos Mágicos Manipulam Marionetes.
Meninas, Mães, Madres, Marquesas e Ministras.
Madalenas ou Marias.

Marinas ou Madonas.
Elas são Manhãs e Madrugadas.
Mártires e Massacradas.
Mas sempre Maravilhosas, essas Moças Melindrosas.
Mergulham em Mares e Madrepérolas, em Margaridas e Miosótis.
E são Marinheiras e Magníficas.
Mimam Mascotes.
Multiplicam Memórias e Milhares de Momentos.
Marcam suas Mudanças.
Momentâneas ou Milenares, Mudas ou Murmurantes,
Multicoloridas ou Monocromáticas, Megalomaníacas ou Modestas,
Musculosas, Maliciosas, Maquiadoras, Maquinistas,
Manicures, Maiores, Menores, Madrastas,
Madrinhas, Manhosas, Maduras, Molecas,
Melodiosas, Modernas, Magrinhas.
São Músicas, Misturas, Mármore e Minério.
Merecem Mundos e não Migalhas.
Merecem Medalhas.
São Monumentos em Movimento, esses Milhões de Mulheres Maiúsculas.

(texto tirado da nte).

FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER.

beijooo.

Anônimo disse...

Parabéns pela sua coragem em abrir desta maneira o seu coração.
Saiba que o mundo está em constante mutação. Nós também.
Corra atrás dos seus sonhos, eles são reais, apenas aguardam que você tome as atitudes necessárias para se realizarem.
Boa sorte!

Ofertas! Brandsclub

Amo muito isso!!!

Ofertas Bondfaro e Buscapé!!!!

Related Posts with Thumbnails