31 de dezembro de 2012

DOZE MESES


 Mês de Janeiro é começo
Do ano em formação
Saudades do ano passado
... Ou mesmo desilusão
Por ter sido mal caminhado

Fevereiro é bem pequeno
Vivências de carnavais
Passaria tranquilo e sereno
Que abusos e coisas tais
Transforma em mar de veneno

Logo vem o mês de Março
Começo do ano letivo
Que se não for compreendido
Dá uma tristeza profunda
Tornando este mês perdido

Já em pleno mês de Abril
Começa com uma mentira
Um mês completo de Outono
O peso das contas viram
Tormento fora de tono

Este mês é só das mães
Quando comemoram seu dia
Passa na vida como um raio
Para agradar nossa diva
No bendito mês de Maio

Junho é mês de São João
Canjica, aipim, licores.
Fogos pipocam no alto
Causando algumas dores
No interior e no asfalto

O pobre do mês de Julho
Fica espremido no meio
Frio à noite, calor de dia.
Mas tem orgulho na alma
Independência da Bahia

Agosto mês encantado
Quando nasceu o poeta
Não deixa nada de lado
Pois é do signo de virgem
Bem no dia do soldado

Setembro mês de respeito
Independência do Brasil
Um mês de muito orgulho
Completando a da Bahia
Acontecido em dois de Julho

Outubro um mês sofrido
Depois do país liberto
Ainda vives sofrimento
Teu porvir será grandioso
Com muito labor e talento

Chegando o mês de Novembro
A euforia toma conta
A liberdade esta marcada
O reinado se retira
A Republica é proclamada

O ano velho se despede
Na terra um novo membro
Para carregar a cruz
Em vinte e cinco de Dezembro
Nasceu o menino Jesus.

Nenhum comentário:

Ofertas! Brandsclub

Amo muito isso!!!

Ofertas Bondfaro e Buscapé!!!!

Related Posts with Thumbnails