23 de agosto de 2010

Quando estou só reconheço . . .

Quando estou só reconheço

Se por momentos me esqueço

Que existo entre outros que são

Como eu sós, salvo que estão

Alheados desde o começo.

E se sinto quanto estou

Verdadeiramente só,

Sinto-me livre mas triste.

Vou livre para onde vou,

Mas onde vou nada existe.

Creio contudo que a vida

Devidamente entendida

É toda assim, toda assim.

Por isso passo por mim

Como por cousa esquecida.

 
Fernando Pessoa

2 comentários:

Zé Carlos disse...

Flavíssiva, que prazer receber sua visita.

Minha família toda veio de Catanduva. Eu nunca estive lá mas morro de saudades de sua cidade.....

Um beijo enorme de saudades do seu amigo novo, ZC

Zé Carlos disse...

Flavíssima, vc é um espetáculo e seu Blog uma obra de arte.
Por favor, venha mesmo conforme prometeu.... sempre que puser.

Beijos do teu amigo, ZC

Ofertas! Brandsclub

Amo muito isso!!!

Ofertas Bondfaro e Buscapé!!!!

Related Posts with Thumbnails